Afinal, cloud computing é segura?

  • Compartilhar

 

*Por Marcos Andrade

A computação em nuvem é segura? Essa é uma questão que ainda divide muitas opiniões nas áreas de TI e, apesar de o CIO ter total conhecimento de todos os benefícios que a adoção desse modelo é capaz de trazer ,ainda fica com o pé atrás para responder “sim” de prontidão a essa pergunta.

Isso acontece porque a ideia de deixar as informações organizacionais em plataformas externas à empresa ainda gera certa insegurança, seja por motivos técnicos ou culturais, afinal, é a “vida” do negócio que está em jogo. E não é para menos: uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Ponemon revelou que o prejuízo das empresas com violação de dados aumentou 23% no período de dois anos e que as empresas brasileiras são as mais vulneráveis a sofrerem atentados contra seus dados.

A ideia de que ter os dados dentro de casa os torna mais seguro é uma ilusão, pois o acesso aos dados pela rede interna e pela internet num local onde o foco não é TI, acaba deixando os dados muito mais vulneráveis que numa nuvem, onde possui: Local adequado (Data Center) com segurança de Acesso físico e lógico, barreiras tecnológicas contra invasões e equipe especializada focada em TI.

Porém, o mesmo motivo que gera desconfiança é justamente o que pode garantir ainda mais segurança aos dados e processos da sua organização.

Confira abaixo cinco fatos que vão fazer você concluir que sim:

#1 Criptografia

Bons fornecedores de outsourcing de TI empregam em larga escala recursos de criptografia. Trata-se de uma ferramenta que codifica informações de forma que somente emissor e receptor possam decodificá-las e acessá-las, evitando que pessoas não autorizadas consigam fazer a interpretação – ou seja, o “intruso” pode até conseguir abrir o arquivo de texto, por exemplo, mas o conteúdo vai aparecer para ele como um amontoado de símbolos, letras e números sem sentido. Esta técnica pode ser utilizada para assegurar a privacidade em ambientes de computação em nuvem no caso de invasão de hackers como também para restringir o acesso a informações mais estratégicas dentro da própria empresa.

#2 Acesso seguro

Para continuar competitiva, sua empresa deve trabalhar com tranquilidade e foco nos negócios e livre de ameaças que possam comprometer o bom andamento da sua operação. Parceiros de TI qualificados oferecem a blindagem necessária a seu negócio por meio de soluções de acesso seguro (firewall gerenciado) que aumentam o nível de segurança em cloud computing. Além de garantirem uma troca mais eficiente e segura de dados entre localidades, como matriz e filiais, oferecem a possibilidade de hierarquização dos níveis de acesso às informações na rede. A segurança de alto nível é garantida graças a recursos como o IDS (Intrusion Detection System) e IPS (Intrusion Prevention System).

#3 Monitoramento

O acesso seguro proporcionado pela privacidade em ambientes de computação em nuvem permite ainda que sua empresa conte com uma equipe altamente qualificada, multidisciplinar e proativa para realizar o gerenciamento de links, servidores, aplicações e Bancos de dados 24 horas por dia, nos sete dias da semana – durante todo o ano. Esse time oferece total suporte ao usuário sempre que ele precisar, além de fornecer relatórios gerenciais de eventuais tentativas de invasão.

#4 Segurança além do ambiente físico

Segurança em cloud computing não está relacionada apenas a proteger as informações de acessos não autorizados vindos de dentro ou fora da empresa, mas também à proteção delas contra acidentes. Quer ver como a computação em nuvem é segura? Em caso de desastres como incêndio ou enchente, além de perder seu parque de máquinas, você também perderia todos os dados vitais para a empresa. Os prejuízos de uma situação assim são imensos afetando a prosperidade do negócio. No modelo cloud o parceiro é quem investe pesado em um plano de recuperação de desastres e redundâncias, fazendo com que suas informações estejam sempre protegidas de qualquer eventualidade.

#5 Atualizações constantes

Manter as versões dos sistemas operacionais utilizados pela empresa sempre atualizadas também é uma forma de se prevenir invasões e proteger informações. Isso porque entre as principais funções de um update estão a correção de erros, adição de novas funções e realização de atualizações de segurança para cobrir falhas de vulnerabilidade, corrigindo brechas que podem facilitar a atuação de hackers. Contar com um parceiro de outsourcing de TI qualificado é fundamental, já que estas atualizações serão realizadas por time qualificado, poupando a equipe interna de mais este trabalho que, apesar de ter baixo valor agregado, é de fundamental importância para a segurança das operações.

Então, este post ajudou você a se sentir mais seguro para adotar o modelo de cloud computing e começar a colher os inúmeros benefícios que esse formato tem para oferecer? Entre eles está a tranquilidade e segurança necessárias que sua equipe de TI precisa para focar em projetos inovadores e fazer a área ser reconhecida como estratégica para o negócio.

Você ainda tem dúvidas de que a computação em nuvem é segura? Conheça as soluções de nuvem corporativa CorpFlex para acabar de vez com esse mal entendido. Clique aqui!

*Marcos Andrade é CMO da CorpFlex

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa