Cloud computing movimentará U$1,1 bilhão no Brasil em 2017

  • Compartilhar

Com o ritmo lento da economia brasileira , as empresas estão sendo pressionadas a reduzirem seus custos e se concentrar em suas atividades fim. Neste cenário, a capacidade de transformar investimentos em infraestrutura (CAPEX) em gastos recorrentes com serviços (OPEX) continua incentivando a adoção de soluções de cloud computing no país, de acordo com o estudo “Analysis of the Brazilian Cloud Computing Market”, da Frost & Sullivan.

Os investimentos, na casa dos 328,8 milhões de dólares no fim de 2013, irão para 1,1 bilhão de dólares em 2017.

Ainda de acordo com o estudo, embora já exista demanda significativa de infraestrutura como serviço (IaaS) e software como serviço (SaaS), a adoção de plataforma como serviço (PaaS) aumentará gradualmente, a medida que os usuários passarem a entender melhor a sua funcionalidade.

Para os analistas da Frost & Sullivan, a medida que o conceito de cloud computing se tornar mais claro para as empresas brasileiras, sobretudo as de pequeno e médio porte, a adoção de serviços de IaaS – em especial o armazenamento de dados – aumentará ainda mais para sustentar um ritmo de crescimento agressivo.

“No geral, o modelo de negócios de computação em nuvem, em conjunto com a mobilidade, está provando ser uma combinação vantajosa no mercado brasileiro”, afirma Bruno Tasco, analista de mercado sênior da Frost & Sullivan.

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa