Cloud Computing: CorpFlex prevê um aporte de aproximadamente R$ 12 milhões em infraestrutura de TI para expandir sua presença no mercado

  • Compartilhar

A CorpFlex – empresa especializada em Outsourcing de TI Cloud Computing – anuncia investimentos entre R$ 8 milhões e R$ 12 milhões em 2014 para aprimorar sua plataforma de TI. A empresa, que possui R$ 150 milhões em carteira e espera atingir 500 milhões até o final de 2017 com contratos de longo prazo, tem como meta para este ano ganhar ainda mais robustez e aumentar a disponibilidade das operações no data center. “Um ERP não pode parar, porque qualquer problema compromete a operação de uma empresa inteira”, diz Edivaldo Rocha, vice-presidente da CorpFlex. 

Segundo Edivaldo Rocha, a empresa espera crescer anualmente cerca de 35% e para isso são necessários investimentos que garantam a alta disponibilidade (99,5%) de sistemas dos clientes desenhada pela empresa. “Ao longo dos últimos 30 meses investimos R$ 20 milhões que foram destinados à melhoria da operação no data center. Trocamos toda a linha de switches por Cisco e servidores blades UCS (Cisco Unified Computing System)”, comenta.

Ainda para o primeiro trimestre de 2014 a CorpFlex prevê adquirir uma nova Tecnologia de storage e armazenamento, que será o terceiro componente de sua plataforma combinada de storage, servidores UCS, VMware e malha de switches Nexus em uma arquitetura única e flexível. “A consolidação das plataformas Cisco, VMware e de storage está sendo projetada para reduzir os riscos e aumentar a eficiência de TI, o que viabilizará a expansão dos negócios”, diz Jefferson Vieira – diretor de operações.

Para o diretor de telecomunicações da CorpFlex, Marco Ferreira, a substituição da atual tecnologia por uma nova infraestrutura de conectividade, e gerenciamento se deu em razão do aumento acentuado das transações registradas no data center da empresa, que passou a demandar tecnologias mais robustas que permitissem proporcionar ainda mais disponibilidade ao ambiente. “Após a migração para a plataforma Cisco, quintuplicamos a performance do nosso ambiente de TI ao mesmo tempo que o gerenciamento ficou bem mais simples”, avalia Ferreira.

Além desses benefícios, o diretor de telecomunicações da CorpFlex aponta que o novo ambiente também permitiu gerar ganho de escala à companhia. “Uma plataforma automatizada e flexível nos permite fazer um provisionamento mais eficiente, garantindo aumento de produtividade”, conclui.

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa