Gastos com cloud crescem acima da média de TI, aponta Gartner

  • Compartilhar

Fonte: Computerworld 16 de Julho
Com os gastos com computação em nuvem crescendo mais rápido nas empresas do que os investimentos gerais de TI, o desafio está lançado para os fabricantes de hardware e de software, diz o analista de cloud do instituto de pesquisas Gartner, Ed Anderson.

É esperado que a computação em nuvem cresça 19% em 2012, tornando-se uma indústria de 109 bilhões de dólares, comparado ao mercado de 91 bilhões de dólares do ano passado. Até 2016, a expectativa é de que esse seja um negócio de 207 bilhões de dólares. Isso comparado ao crescimento de 3% esperado para o mercado global de TI. Apesar de ser verdade que o segmento bilionário de cloud represente apenas 3% do total de 3,6 trilhões de dólares gastos com TI mundialmente, o analista diz que ele ainda é responsável, em parte, pelo lento crescimento nas vendas de hardwares tradicionais e softwares.

A entrega de software está mudando de um modelo de venda tradicional de licença, que realiza a implementação da aplicação on premise (no local), para o modelo de software como serviço (SaaS, em inglês), adotado na nuvem. Enquanto isso, o investimento com hardware está saindo do modelo on premise para o off premise (remoto).

No longo prazo, diz Anderson, o modelo de cloud criará novas oportunidades de gastos em TI. Integração, customização, nuvem híbrida e instalações on premise na nuvem crescerão significativamente enquanto a adoção do modelo continuar. “Haverá certo declínio no curto prazo, que depois irá equilibrar-se.”

No mais recente relatório trimestral do Gartner sobre despesas de TI, o instituto de pesquisas pela primeira vez incluiu a computação em nuvem como categoria separada, proporcionando uma análise profunda das tendências atuais e futuras de gastos com cloud. O maior crescimento no mercado de nuvem no ano que vem será em infraestrutura como serviço (IaaS), onde é esperado crescimento de 41%. Gestão e segurança é a segunda maior área de crescimento, devendo aumentar 27,2%. Em seguida está plataforma como serviço (PaaS) com 26,6%, SaaS (17,4%) e processos de negócios como serviço, com 15%. “O mercado de cloud está crescendo a um ritmo muito rápido”, diz Anderson. “Serviços em nuvem dentro do mercado mais amplo de gastos com TI ainda são pequenos, mas a taxa de crescimento parece promissora.”

Enquanto isso, as vendas de hardware devem crescer apenas 3,4% este ano para 420 bilhões de dólares, comparado ao crescimento de 7,4% no ano passado. Softwares corporativos, após aumentarem 9,8% em 2011, devem chegar a 281 bilhões de dólares em 2012, um crescimento de 4,3%.

Exemplos das previsões de Ed sobre as promessas da nuvem podem ser vistos em todo o mercado. Algumas startups de sites de comércio eletrônico, como a Coupa, não possuem qualquer infraestrutura e decidiram executar a companhia inteira no serviço de nuvem Amazon Web Services. Outras empresas estão adotando uma maneira mais contida de abraçar a cloud.

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa