Missão crítica: a cloud computing bate à porta

  • Compartilhar

Fonte: Convergência Digital Dezembro de 2014

O Software como Serviço (SaaS) está indo além do front office e começa a se aproximar das aplicações de missão crítica, revela estudo do Gartner, realizado em 10 países, em quatro regiões, entre eles o Brasil. O estudo revela que, até 2017, a grande maioria das empresas quer adotar cloud computing, seja no SaaS, ou em infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS).   “As razões mais citadas que a pesquisa encontrou para implantar SaaS foram para o desenvolvimento e teste de produção/cargas de trabalho de missões críticas”, diz Joanne Correia, Vice-presidente de pesquisas do Gartner. “Nós temos visto uma transação real dos casos de uso em pesquisas anteriores em que a adoção antecipada do SaaS focava em projetos-piloto menores. Hoje, os projetos são de missão crítica e grau de produção. Essa é uma afirmação com que mais empresas se sentem confortáveis com implantações de nuvem além do front Office em execução de automação da força de vendas e e-mail”, completa a analista.

No levantamento, 44% dos entrevistados disseram que o uso da nuvem está ligado, sim, a redução de custos,tendência percebida especialmente junto aos gestores de TI mais jovens. Os executivos sêniores citam a redução de custos, mas lembram também da vantagem comercial de adotar SaaS, IaaS ou PaaS.

Os países que participaram da pesquisa de 2014 foram os Estados Unidos, Brasil, México, Reino Unido, Alemanha, França, China, Índia, Coreia do Sul e Austrália.

 

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa