Quais são os projetos que vão alavancar a carreira do gerente de TI?

  • Compartilhar

*Por Marcos Andrade

A retração econômica é uma realidade, mas o mercado de trabalho de Tecnologia da Informação (TI) segue como um dos mais promissores para os próximos anos no Brasil, segundo um levantamento da Kelly Services, empresa especializada em fornecimento de soluções em RH. O estudo mostra que, desde 2010, os empregos em TI cresceram três vezes mais do que a média das vagas em outras áreas mostrando grande entusiasmo para a carreira de TI. A estimativa é de que até 2023 essa alta se mantenha na casa dos 20%!

No entanto, os desafios são muitos. Além do foco diário do gerente de TI, que envolve melhorar a eficiência, reduzir custos e consequentemente, aumentar recursos para a inovação na empresa ; o mercado de 2016 cobra conhecimento em realizar a migração para a nuvem. Isso porque a maioria das empresas está aderindo a cloud computing (usando a nuvem híbrida), segundo os resultados da pesquisa da F5 Networks. Entre os mais de três mil respondentes, alguns deles do Brasil, 81% pretendem migrar aplicações para a nuvem em 2016.

Em estudo global conduzido pela Vanson Bourne, em 33 países (sendo cerca de 100 respondentes do Brasil), 69% dos C-level ouvidos indicam que vão investir fortemente em capacitação em migração para nuvem nos próximos um a dois anos com o objetivo de minimizar o gargalo de profissionais existentes.

Esses dados comprovam a força da cloud corporativa. Com isso, cresce a preocupação das empresas em atrair e reter talentos com as habilidades necessárias para atuar nesse universo. Assim, a experiência do profissional em projetos de migração para nuvem é um importante diferencial para a carreira do gerente de TI.

O gestor precisa saber planejar a migração, criar uma metodologia, avaliando se o potencial parceiro de TI conta com toda a infraestrutura necessária, ferramentas e pessoal especializado para hospedar as aplicações de missão crítica. Na metodologia da migração devem estar estipuladas as etapas, seus respectivos prazos e o profissional precisa estar preparado para mitigar riscos que possam existir durante o processo, evitando lentidão, falta de comunicação ou complicações que possam prejudicar o trabalho dos usuários.  

Também é importante na carreira do gerente de TI que ele tenha know how para identificar o parceiro mais adequado de cloud corporativa para o seu negócio, que ofereça qualidade, flexibilidade e mais serviços em uma única entrega, tais como suporte de infraestrutura, suporte em tecnologias de telecomunicações e suporte ao usuário. Experiência com a gestão do SLA (Service Level Agreement), por exemplo, é um diferencial para o gestor do departamento, pois garante ao time mais tempo para focar em ações inovadoras para o negócio e reduz os riscos da operação pela análise de indicadores e possibilidade de correção pró-ativa.

Um gerente de TI capacitado em migração para nuvem ficará atento ao trabalho do parceiro em relação à segurança dos dados também. Afinal, o gerenciamento do fluxo da informação e dos links de conexão com a internet são fatores determinantes para a competitividade das empresas.  

Como você viu, a carreira de TI tem grande expectativa de vagas, mas também requer que o profissional invista em atualização contínua. Um diferencial para 2016 está na experiência em projetos de migração para nuvem ou em sua operação, assim como a capacidade de avaliação de parceiros que assumirão papeis antes restritos à TI corporativa.

Portanto, o sucesso na carreira do executivo de TI está intimamente ligado com projetos de migração para nuvem e vale muito a pena investir nesse tipo de experiência e buscar a qualificação necessária. Não perca essa oportunidade!

*Marcos Andrade é CMO da CorpFlex

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa