Tendências da TI que podem e devem ser aplicadas na sua empresa

  • Compartilhar

 

Por Marcos Andrade*

Muito se tem falado sobre inovação  e de como esse conceito é importante para ajudar os CIOs na missão de construir uma área de TI estratégica  e altamente preparada para contribuir ativamente com os projetos de expansão da companhia. Outra das tendências da TI da qual você já deve ter ouvido falar e que está impulsionando todas essas mudanças é a TI Bimodal: agora, além de sustentar todas as rotinas operacionais e manter todos os equipamentos funcionando em perfeito estado, a área de TI deve ter condições de participar ativamente da geração de novos negócios da empresa.

De acordo com Silvio Meira, fundador do parque tecnológico Porto Digital e referência quando o assunto é inovação em TI, negócios que contam com ampla estrutura tecnológica lucram em média 26% a mais e têm faturamento 9% maior em comparação com empresas que investem pouco em TI.

Por isso, este post traz seis tendências da TI que podem ser aplicadas pelo CIO para simplificar e melhorar processos de TI e, com isso, permitir que o executivo ganhe mais tempo para se dedicar às atividades de maior valor agregado e ser visto como um líder estratégico inovador e comprometido com o crescimento da empresa.

Confira:

  •  Maior atenção à segurança

Uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Ponemon revelou que o prejuízo das empresas com violação de dados aumentou 23% no período de dois anos e que as empresas brasileiras são as mais vulneráveis a sofrerem atentados contra seus dados. Uma saída interessante para manter sua estrutura de segurança sempre atualizada é contar com parceiros de TI especializados, que dispõem de tecnologia de ponta e profissionais dedicados para monitorar os ambientes constantemente.

Na conferência do Gartner “Data Center Infraestruturas e Operações de TI”, realizada em 2015 a maioria dos palestrantes trataram do tema. Isso porque quando o CIO delega a parte operacional para um parceiro qualificado em cloud computing, a empresa não precisa manter estruturas robustas de TI para suportar sua atividade principal. Então, sem a necessidade de se preocuparem com atualizações de versões, por exemplo, CIO e sua equipe têm mais tempo e energia para trabalharem em projetos inovadores que resultarão em ganhos e crescimento para a empresa.

  • Projetos em Internet das Coisas (IoT)

Hoje, a questão para os CIOs empenhados em tornar a TI estratégica é o que os dispositivos inteligentes podem fazer para sua empresa lucrar com esses objetos dotados de conectividade, habilidade de comunicação e capacidade de armazenamento de dados. Inserir tecnologias em itens diversos aponta, inclusive, a necessidade de as áreas de TI atuarem junto aos demais departamentos como Engenharia e Pesquisa e Desenvolvimento – aliás, uma característica forte e bastante presente na TI estratégica!

  • Tecnologias sustentáveis com a TI Verde

Outra das tendências da TI que estão no radar dos CIOs é o investimento em tecnologias mais sustentáveis e que privilegiem, principalmente, a redução do consumo de energia. Com isso, o espaço físico das áreas de TI tende a ficar cada vez menor, já que grande parte da estrutura necessária ficará por conta da virtualização de servidores e do outsourcing de TI. Lembre-se também que essa economia ajuda a direcionar recursos para projetos mais rentáveis.

  • Novo perfil profissional

Em pesquisa da Computerworld, entre os interessados em contratar mais pessoas para sua área de TI, 42% procuram por candidatos que saibam combinar conhecimentos de tecnologia e de negócios. Acontece que profissionais especializados desse patamar são caros e difíceis de manter, pois são muito assediados pelo mercado. Uma forma de enfrentar essa situação é contar com um bom parceiro de TI que mantém uma equipe de primeira linha e dilui esse custo em todos os seus clientes, assim, não fica pesado para ninguém e haverá sempre um time de primeira qualidade disponível.

  • Análise de grandes volumes de dados

Os CIOs estão entendendo cada vez mais que a força para geração de novos negócios está dentro da própria empresa. Isso quer dizer que os dados registrados pela companhia em softwares como de BI, ERP e CRM, quando devidamente integrados e gerenciados e muitas vezes combinados a Big Data Analytics, são capazes de gerar insights poderosos que podem revolucionar os negócios da empresa – para muito melhor! Por outro lado, de nada adianta saber o quanto essa ação é importante se você não tiver tempo de colocá-la em prática, não é mesmo?

Vale a pena deixar sempre muito claro que o foco da inovação em TI é gerar ganhos em performances de processos, inteligência e vantagens competitivas, e não pura e simplesmente adotar tecnologias de última geração, as quais serão apenas mais um maquinário na área de TI e não trarão contribuição nenhuma à companhia se não houver uma estratégia de inovação focada nos objetivos do negócio.

Quer saber mais sobre como a CorpFlex pode ajudá-lo a inovar? Clique aqui.

*Marcos Andrade é CMO da CorpFlex.

Leia mais no Blog:

Dicas práticas para você inserir inovação e liderança na gestão de TI. Saiba como!

 

 

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa