10 passos para abraçar o melhor modelo de data center para o seu negócio

  • Compartilhar

 

*Por Marcos Andrade

Conhecida como uma das empresas de consultoria de TI mais respeitadas do mundo, o Gartner acaba de divulgar uma previsão interessante sobre tendências para data center, infraestrutura e operações. De acordo com o relatório, até 2020, empresas que se recusam a utilizar computação na nuvem serão mais raras do que empresas que, nos dias atuais, ainda se recusam a manter uma presença na internet. Isso é só mais uma prova de que a cloud computing é o melhor modelo de data center para o seu negócio.

Porém, como bem sabemos, é um tanto difícil para os gestores de TI fazerem essa migração e deixar de vez no passado a “sala do servidor” — ou seja, “desapegar” do modelo de infraestrutura baseado em hardware local. Já é fato que a computação em nuvem muda o modelo de negócio de data center. Pensando nisso, o Gartner compilou 10 dicas importantes para dar o próximo passo rumo ao futuro em cloud:

1) Torne-se um “corretor” de cloud

Você já ouviu falar do conceito de corretagem de serviços em nuvem (CSB — do inglês Cloud Services Broker)? O termo se refere ao profissional que age como um intermediário entre os provedores de serviços de cloud computing e seus respectivos clientes (o que, no caso, pode ser a sua própria empresa). Sua missão é estudar diferentes fornecedores, analisar as vantagens e desvantagens de cada solução, definir as formas de implementação da gestão de infraestrutura e oferecer consultoria para que as ferramentas escolhidas atinjam as metas e as expectativas.

2) Deixe o hardware para trás

Por mais difícil que seja, esqueça a clássica “sala do servidor” e entenda que é perfeitamente seguro e viável manter uma infraestrutura corporativa na nuvem, que certamente é o melhor modelo de data center para o seu negócio.

A liderança de infraestrutura e operações precisa focar nos serviços que a empresa tem que entregar para manter um alto nível de competitividade no mercado — e permitir que os gestores se dediquem ao core business é uma das principais vantagens da cloud computing.

3) Invista em pessoas

De nada adianta adotar as mais modernas tendências para data center, infraestrutura e operações e se esquecer de sua equipe. É essencial investir na capacitação de seu time de TI para que eles estejam adequadamente preparados para lidar com tantas novidades e inovações tecnológicas que advirão das mudanças na infraestrutura e operações da empresa. Seja contratando novos profissionais, seja oferecendo treinamentos dentro ou fora do ambiente de trabalho, jamais se esqueça que ainda são as pessoas que fazem a tecnologia funcionar corretamente.

4) Prepare-se para o futuro

Um bom jogador de xadrez está sempre enxergando várias jogadas à frente. Da mesma maneira, o CIO precisa visualizar o futuro dos negócios e como a TI pode atuar para sustentar a estratégia da empresa no longo prazo.

Não se limite a desenvolver serviços em nuvem pensando apenas no agora — planeje também o futuro da sua companhia. Nesse quesito, é importante se lembrar de construir uma arquitetura privada que, posteriormente, poderá se comunicar com outras nuvens através da interoperabilidade.

5) Foque nos três pilares

Ao planejar suas operações em cloud computing, lembre-se sempre de orquestrar três importantes pilares: pessoas, processos e tecnologias. É somente com o intuito de integrar esses três pilares que você atingirá o sucesso na hora de oferecer serviços na nuvem de alta qualidade e escolher o melhor modelo de data center para o seu negócio.

6) Fomente um ambiente colaborativo

A colaboração entre profissionais e equipes é algo que, comprovadamente, é capaz de aumentar a eficiência e a produtividade de um ambiente de trabalho. Como CIO, monte um time bem estruturado de profissionais que possam compartilhar conhecimentos e trocar ideias entre si. Isso fará com a implantação das tendências para data center, infraestrutura e operações seja ainda mais ágil, inteligente e a prova de erros.

7) Priorize os serviços, não as operações

Como já dissemos anteriormente, a computação em nuvem muda o modelo de negócios do data center. Pare de pensar no setor de TI no formato de processos e abrace a ideia de ter uma infraestrutura no formato de serviço. Para isso, é essencial, novamente, investir em treinamentos para que a sua empresa se adapte à essa nova metodologia.

8) Pense grande, mas dê passos curtos

Novas tecnologias e conceitos surgem a todo instante — de nada adianta projetar uma arquitetura complexa e acreditar que ela vai durar toda a eternidade. Com a flexibilidade da cloud computing, é possível executar seus planos em passos curtos e cuidadosos, implementando uma ideia por vez e recorrendo a um maior poder de processamento de acordo com a necessidade.

9) Cultive a inovação

Não é apenas a sua liderança de infraestrutura e operações que precisa se modernizar — também é preciso adaptar a cultura interna de sua empresa à contemporaneidade. Ensine o seu time a encarar os fracassos como um aprendizado e uma experiência para o futuro; ao mesmo tempo, incentive-os a inovar e crie um ambiente propício para que novos talentos sejam descobertos.

10) Mostre os resultados!

Por fim, demonstre o valor de uma boa estratégia de infraestrutura e operações utilizando métricas e cases de sucesso que reflitam as reais metas e prioridades da empresa como um todo. Isso com certeza vai impressionar seu board executivo e provar aquilo que todos nós sabemos: a nuvem, como uma forte tendência para data centers, pode tornar um negócio muito mais produtivo, econômico e competitivo.

Na hora de quebrar as barreiras do data center físico e abraçar a nuvem, nada melhor do que contar com um parceiro especializado e que pode oferecer consultoria e serviços de qualidade para a sua empresa.

Saiba mais sobre as soluções oferecidas pela CorpFlex e venha bater um papo conosco sobre como podemos ajudar o seu negócio a crescer!

*Marcos Andrade é CMO da CorpFlex

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa