Armazenamento na nuvem: Melhor remédio contra perda de dados

  • Compartilhar

Fonte: Convergência Digital 03 de Julho de 2012

Uma pesquisa realizada pela TwinStrata, procurou identificar as atitudes e planos de adoção de empresas em relação ao armazenamento na nuvem.

O estudo apontou que cerca de ¾ dos usuários de cloud storage estimam poder recuperar seus dados em até 24 horas. Em contrapartida, uma de cada oito empresas que não utilizam armazenamento na nuvem disse levar mais de uma semana para recuperar seus dados.

A pesquisa foi feita durante a Cloud Computing Expo, realizada em Nova York, entre os dias 11 e 14 de junho. Para os responsáveis pelo levantamento, uma audiência que deve trazer informações mais sofisticadas sobre o uso da computação em nuvem.

Com isso, a pesquisa constatou que 73% dos respondentes já implementaram alguma forma de computação em nuvem, com mais de ¼ (28%) com projetos em curso há três anos ou mais. Entre os respondentes, as pessoas planejam implementar – ou já implementaram – mais soluções de cloud storage do que qualquer outra baseada em nuvem, incluindo SaaS.

Entre os benefícios desejados com a adoção, mais de 1/3 dos respondentes indicaram valorizar a proteção de dados para recuperação de desastres (40%), facilidade de acesso para backup/arquivo (37%) e maior acessibilidade aos dados armazenados na nuvem, em comparação ao hardware tradicional (35%).

Cerca de ¾ dos usuários de cloud storage estimaram poder recuperar seus dados em até 24 horas (72%), o que representa 10 pontos percentuais mais que os usuários de soluções tradicionais (62%). Em contraste, uma em cada oito organizações que não utilizam soluções em nuvem responderam que podem levar mais de uma semana para recuperar seus dados em caso de desastre, contra apenas 3% de usuários de cloud storage que disseram o mesmo.

A grande adoção de cloud computing, até aqui, vem ocorrendo em pequenas organizações (51 a 250 funcionários) e grandes corporações (mais de 5 mil funcionários). Metade dos respondentes representando empresas na faixa de 51 a 250 funcionários disseram que já implementaram alguma forma de computação em nuvem há três anos, o mesmo ocorrendo em 35% das empresas com mais de 5 mil funcionários.

As pequenas empresas estão adotando a computação em nuvem como um meio fácil de gerenciar e reduzir custo em relação a TI tradicional, enquanto as corporações globais olham para a nuvem como o meio mais fácil de suportar estruturas dispersas geograficamente.

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa