Cloud Computing – por uma TI estratégica

  • Compartilhar

 

*Por Marcos Andrade

Falar sobre a importância da TI estratégica nas corporações é, certamente, ter um assunto muito rico em mãos. Afinal, o que as equipes de alto desempenho em TI podem fazer por um negócio? Pode ser o peso na balança entre o seu sucesso ou o fracasso.

Na Viver Incorporadora e Construtora, por exemplo, quando a equipe de tecnologia passou a ter tempo para aprimorar os serviços relacionados ao core business da empresa, o processo de venda das unidades tornou-se muito mais eficiente, ao passo em que os custos com infraestrutura de TI caíram mais da metade.

Em tempos de crise, esse exemplo reforça a urgência do CIO em liberar o tempo de sua equipe para atividades que garantam mais produtividade, melhorem os processos e gerem receita para a empresa. Mas de forma prática: qual é o primeiro passo para conquistar esse tempo precioso?

Com a resposta é possível matar dois coelhos em uma cajadada só. Veja, você sabe que manter uma infraestrutura robusta e atualizada in house é algo que gera muita demanda operacional, além de ser muito caro (consumindo recursos que poderiam ser direcionados aos projetos focados no core business da empresa). Por isso, contar com um excelente parceiro de TI e migrar os sistemas de missão crítica para a nuvem certa  é o melhor caminho para tornar a TI estratégica.

Com a cloud do seu negócio em boas mãos, sua liderança na gestão de TI  também se torna mais eficiente, pois será possível gerenciar o trabalho do parceiro, sem estar diretamente envolvido nos assuntos operacionais que consomem um tempo imenso na sua agenda. Ao contrário, você vai conseguir, finalmente, dar foco na inovação e incentivar seu time a fazer o mesmo, trazendo resultados positivos para a companhia.

Seu fornecedor será responsável por oferecer serviços integrados para suporte da infraestrutura de TI e ainda disponibilizará uma equipe multidisciplinar com especialistas em segurança de dados, banco de dados, service desk e SAP Basis, por exemplo. É ele quem vai garantir tecnologia de ponta e atualizada, manter-se em dia com as principais certificações do mercado, além de investir no treinamento e reciclagem da equipe. Assim, a gestão de equipes de TI fica muito mais produtiva e eficiente!

Também é a equipe do fornecedor que entra em cena, por exemplo, quando ocorre algum problema no link de internet. Já aconteceu de cair o link e, com isso, você ter que alocar um profissional para passar o dia cuidando do assunto? Com o outsourcing de TI isso nunca mais vai acontecer! É o fornecedor quem gerencia o SLA (Service Level Agreement) que sua empresa contratou com as operadoras de telecomunicação e garante o acompanhamento dos chamados até a solução do problema.

A proximidade é fator primordial para que um parceiro de TI faça a diferença na gestão dos sistemas de missão crítica e serviços de tecnologia e você consiga desenvolver equipes de alto desempenho em TI. Isso porque, seu time sempre saberá com quem falar no caso de algum problema, dedicando um tempo mínimo para acessar o fornecedor e solucionar uma questão. A existência de um checklist de crise  também é um diferencial relevante para ter a cloud do seu negócio em boas mãos. Certifique-se de que seu fornecedor tenha um procedimento estruturado para momentos em que o tempo de resposta precisa ser mínimo.

Assim como a incorporadora Viver apostou na cloud corporativa para ter uma TI estratégica, sua empresa também precisa buscar um parceiro que viabilize a longevidade do negócio. Dessa forma, você terá melhores condições de formatar equipes de alto desempenho em TI, focadas em inovação, contando com o respaldo de um time de excelência, que atue com total proximidade.

Conheça os 7 passos para a nuvem certa, baixando o infográfico gratuito. Clique aqui!

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa