Multicloud já é realidade: saiba como incorporar esta estratégia

  • Compartilhar

Enquanto muitas empresas já estão familiarizadas com os servidores em nuvem e já fizeram, inclusive, a migração para cloud computing, outras tantas ainda ensaiam esse movimento. De acordo com dados de uma pesquisa do IDC somente.

9% das empresas europeias podem ser consideradas exploradoras do multicloud. Até então, cerca de 80% delas permanecem focadas no processo de transição de ambientes de nuvem híbrida, enquanto 10% são consideradas “espectadoras” com pouco progresso em multicloud.

Os números confirmam o que é observado na prática. As empresas ainda desconhecem as vantagens que podem ser experimentadas quando a estrutura está em nuvem. Muitas não têm clareza do potencial da cloud corporativa, por isso nem pensam em multicloud.

Mas, afinal, qual a diferença entre o conceito multi e o cloud tradicional? Como e porque incorporar a nova estratégia de serviço em nuvem ao seu negócio? A seguir, são apresentadas as respostas para estas e outras questões.

# Qual a definição de multicloud?

É uma nova estratégia adotada por empresas que visam ampliar a capacidade computacional, a segurança e a disponibilidade, otimizando gastos e minimizando custos. Assim, o multicloud consiste na utilização de duas ou mais estruturas de computação em nuvem.

# Multicloud  baseia-se em um tripé

O conceito multicloud foi desenvolvido após a disseminação dos três tipos de nuvem: pública, privada e híbrida. Com esse tripé, a empresa pode, por exemplo, mover dados sensíveis da rede privada para pública e vice-versa de modo automático com alto nível de segurança, proporcionado, principalmente, pela cloud híbrida.

# Boas razões para investir em multicloud

A migração para cloud computing ganha mais força quando os gestores escolhem apostar alto no ambiente multicloud. Isso porque o modelo traz agregado um conjunto de vantagens capaz de convencê-lo da relevância e da potencial transformação que pode ser empreendida com o uso de servidores em nuvem.  

Veja, a seguir, bons motivos para migrar para o multicloud.

  • Mais disponibilidade e assertividade: com o uso de diferentes fornecedores e tipos de nuvens, há mais redundância contra falhas, de modo que a gestão de riscos é otimizada.
  • Múltiplas escolhas: para determinadas tarefas da empresa, é possível contar com mais de uma solução em nuvem à disposição ou, então, integrar os serviços existentes em cada fornecedor. Assim, a empresa tem mais de  uma opção para gerenciar os serviços da nuvem.
  • Segurança no armazenamento de dados: a estratégia multi é uma forma de evitar a perda de dados ou um tempo de inatividade devido a falhas de aplicações na nuvem. É tida também como uma opção de segurança, caso ocorra algum tipo de bloqueio do fornecedor da nuvem.
  • Aperfeiçoamento da gestão de dados: a multicloud traz ferramentas de orquestração que automatizam e coordenam processos complexos de administração do sistema, tais como o armazenamento de dados, configurações de aplicativos, banco de dados, matriz de armazenamento, servidor web e o balanceador de carga.
  • Continuidade do negócio: ao reunir as vantagens da nuvem privada e pública em um só modelo, o ambiente multicloud garante a alta disponibilidade e o aumento de recursos aplicados à segurança da informação.

# Um bom parceiro faz toda a diferença na jornada multicloud

Para acertar em cheio e ter sucesso com a estratégia multi em nuvem, é fundamental identificar as reais necessidades da empresa e, a partir daí, buscar o parceiro ideal.

Na análise de fornecedores, é importante verificar se eles atendem tais demandas e conhecer seu histórico com outros clientes, além de checar se cumprem os requisitos do negócio em questão. Vale usar alguns critérios no momento de avaliação:

  • Potencial de integração: você irá trabalhar com vários servidores em nuvem.
  • Experiência do fornecedor: compare-a com outros players do mercado.
  • Padrões de mercado e certificações: conheça as que foram conquistadas pelo fornecedor.
  • Suporte do fornecedor de TI multicloud: a alta disponibilidade da equipe é fundamental.
  • Integração das empresas de TI multicloud com os fabricantes de tecnologia e fornecedores de serviços para a nuvem: as parcerias dizem muito sobre a qualidade do trabalho.
  • Competências e cases de sucesso do fornecedor: especialmente, em relação à orquestração de dados e às aplicações na TI multicloud.

# Multicloud impulsiona transformação digital

Para as empresas que caminham rumo à transformação digital, a multicloud oferece base para a digitalização – e a simplificação dos processos – dos negócios.

Com uma infraestrutura flexível, é possível, por exemplo, fazer alterações sazonais, ou seja, contratar mais espaço em momentos de maior demanda. Este tipo de solução facilita também a previsão de investimentos para as organizações.   

Uma boa estratégia multicloud deve se pautar pelas necessidades da empresa, os seus objetivos com a tecnologia, os investimentos financeiros disponíveis e a capacidade da equipe de profissionais responsável pela gestão das diferentes nuvens.

#Multicloud já é realidade: embarque nesta nuvem plural

A cloud corporativa ganha mais robustez e assertividade quando, além da migração para cloud computing, a empresa aposta na multicloud como estratégia. Um bom planejamento, a escolha do parceiro ideal e a otimização no armazenamento e na segurança dos dados permitem à empresa garantir muito mais disponibilidade e, principalmente, a continuidade do negócio.

Sua Jornada para a nuvens de todas as nuvens, começa aqui. Clique aqui e conheça nossa solução UltraCloud

 

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa