Nuvem Pública está com os dias contados no Brasil?

  • Compartilhar

Fonte: Convergência Digital Outubro 2014

Não há um modelo predominante de cloud computing no Brasil. As empresas menores tendem a usar a nuvem pública, enquanto as médias e as grandes dão preferência às nuvens híbridas. No entanto, a previsão é de que esse cenário mude entre dois anos e cinco anos. Existe uma tendência de migração gradual da nuvem pública em favor de uma grande variedade de modelos de nuvem privada e híbrido.

Se os modelos privados internos e externos e os híbridos forem combinados, a estimativa é de que, até 2019, o padrão private cloud seja claramente a opção de 76% dos executivos brasileiros do segmento de TI. A nuvem pública “pura” seria a opção de 17% (caindo de 24% para 20% e, posteriormente, para 17%).

No cenário atual, entre os profissionais envolvidos em projetos de cloud computing, e 26% afirmaram não ter nenhuma preferência por um modelo específico de nuvem.  A segunda opção é o uso da nuvem pública – o modelo mais atraente, com 24% . Em seguida vêm a privada, preferencialmente para as instalações da própria  empresa (18%), híbrida (18%, pública e privada) e privada gerenciada por terceiros (14%).

Os dados fazem parte do estudo Business Cloud in Brazil: Research Report 2014: At the tipping point of accelerated adoption ou “Nuvem corporativa no Brasil: Relatório da Pesquisa de 2014:

 

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa