Proteção a ciberataques: conheça as melhores soluções para se defender

  • Compartilhar

 

*Por Edivaldo Rocha

Recentemente, os ataques de ransomware apareceram com muito mais evidência. Somente no primeiro semestre de 2018, foram registrados 181,5 milhões de ataques. Isso representa um aumento de 229% em relação ao mesmo período de 2017. Colocando em xeque a segurança computacional de empresas e órgãos públicos, com dada frequência, o malware confirma que todas as organizações, em alguma medida, estão vulneráveis. Por isso, é urgente pensar em proteção a ciberataques.

Até mesmo porque o ransomware não é sofisticado, nem recente, mas, sim, relativamente simples. Ele não precisa nem mesmo ser disparado por um hacker, porque sua estrutura não tem complexidade.

O malware ganha força justamente pela sua facilidade de propagação, já que qualquer e-mail pode ser a porta de entrada perfeita. Desse modo, quando o backup não é prioridade, os mecanismos de segurança não são adotados e as políticas de atualização são falhas, a empresa fica altamente exposta. E o ataque descomplicado e fácil, somado à negligência das empresas, é o que faz os ransomware se multiplicarem.

Entenda, a seguir, como a CorpFlex pode ajudar você a fortalecer sua proteção a ciberataques.

#As lições do último grande ataque, o Wanna Cry

Amplamente conhecido por ter instaurado um caos em empresas privadas e públicas, na Europa e no Brasil, em maio de 2017, o Wanna Cry é um dos ransomware mais conhecidos. O arquivo malicioso invadiu centenas de grandes corporações como Nissan e Renault e órgão como o INSS e o Ministério Público de São Paulo.

A questão é que a maioria das empresas foi atingida por conta da falta de investimento em uma base de segurança.

Os impactos sentidos com o ciberataque poderiam ter sido bem menores se as organizações estivessem atentas às atualizações requeridas pelo sistema operacional. Isso porque o ransomware se propagou em cima de uma falha de segurança da Microsoft que havia sido corrigida cinco meses antes do ciberataque.

Como as empresas vítimas do WannaCry não fizeram as correções de segurança da Microsoft, nem utilizaram outros mecanismos de segurança, estavam totalmente desprotegidas.

E os episódios de ciberataques de ransomware não param de se repetir. Recentemente, em julho deste ano, o Brasil passou a ser a principal vítima do programa malicioso conhecido como “crysis. Uma vez instalado, o ransomware sequestra os arquivos do PC da vítima, deixando todos eles criptografados. Para tê-los novamente é preciso fazer o pagamento de um “resgate”, normalmente em criptomoeda.

# Como garantir proteção a ciberataques

Diante da ameaça dos malware e da facilidade de propagação já comentada, o desafio é garantir à empresa uma estratégia de proteção da rede. É preciso investir em uma estrutura avançada, ou seja, no uso adequado computacional adequado do ponto de vista da segurança.

Portanto, confira a seguir como é possível estruturar essa sistemática visando minimizar a exposição e a vulnerabilidade da empresa.

  • Solução de antivírus ou antiMalware atualizada: recurso obrigatório há muito tempo, o antivírus deve ser adotado e atualizado com frequência. Além disso, é importante fazer o escaneamento com regularidade;
  • Solução de AntiSpam: essa é tão indispensável quanto o antivírus. Isso porque como o ransomware se propaga via e-mails é fundamental que a solução proteja a entrada de e-mails com anexos maliciosos;
  • Integração com ferramentas novas de segurança: atualmente os antispams já vem com a funcionalidade que permite a integração com o motor de antivírus. Só assim é possível fazer o scan de todos os anexos antes do usuário clicar para download.
  • Solução de proteção aos links: dessa forma, além da proteção às mensagens com anexos maliciosos, é possível garantir o bloqueio de links suspeitos tão logo o usuário clique neles.
  • Patch Management: Manter os sistemas operacionais atualizados é essencial.
  • Backup com proteção antiransomware CorpFlex: Caso tudo falhe, é fundamental ter uma solução de backup confiável que que alarme caso alguma pasta tenha sido criptografada.

A segurança avançada é um combinado de todas essas ferramentas que visa consolidar a estratégia de proteção a ciberataques. Esse conjunto de serviços a CorpFlex oferece para sua organização.

# Muito além: diferenciais da CorpFlex para a segurança computacional

Do ponto de vista técnico, o parecer indica que ter apenas uma solução antimalware é insuficiente para proteger a estrutura computacional da empresa. Daí a importância de planejar uma estratégia baseada na mescla de diferentes modalidades de soluções de segurança.

Dentre as ferramentas indispensáveis é preciso destacar o serviço de backup dos dados. Afinal, em uma situação de ciberataque, a primeira pergunta que vem à mente do gestor é: “Cadê meu backup?”

Ou seja, tão importante quanto prevenir os ciberataques é estar preparado caso eles venham a acontecer.

A CorpFlex fornece aos seus clientes  soluções avançadas contra Ransomware que são baseadas nas melhores tecnologias e metodologias de segurança do mercado e que são indicadas para responder rapidamente na proteção da rede contra infecção em massa de forma não intrusiva a manter o funcionamento das atividades da empresa.

# A regra de ouro para a segurança computacional

A atualização constante de software, navegadores e outros aplicativos como Skype é uma das regras de ouro para garantir a segurança computacional. Quando a empresa não prioriza a atualização, os aplicativos ficam vulneráveis e os hackers conseguem explorá-los.

Como comentado, a primeira camada essencial é a da atualização. Ainda assim, quando somada às demais – do antivírus e do firewall gerenciado – pode ser insuficiente sem a conscientização dos usuários e um backup de qualidade.

A boa notícia é que a CorpFlex te ajuda a ir muito além do antivírus e construir uma estratégia de proteção com todas as camadas necessárias. Contar com um parceiro especialista no assunto é só o primeiro passo da jornada rumo à empresa segura, protegida contra ciberataques.

Conheça a CorpFlex e eleve o nível de proteção da sua organização com as melhores soluções do mercado!

Edivaldo Rocha (CEO da CorpFlex)

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa