WAF: solução definitiva contra ciberataques

  • Compartilhar

 

Golpes quase perfeitos no Whatsapp, roubo de dados no Facebook ou por e-mail. Todos os dias os mais diversos tipos de ciberataques fazem milhares de vítimas, tanto que o Brasil é o sétimo país em ataques segundo o ranking do Relatório de Ameaças à Segurança na Internet (ISTR, na sigla em inglês).

E as ameaças podem vir de todos os lados! Ainda mais em tempos em que os conteúdos pessoais se misturam com os corporativos e os colaboradores utilizam seus dispositivos na rede da empresa, é preciso proteger a infraestrutura da corporação em 360º.

Como tornar isso realidade? Usar um Web Application Firewall (WAF) pode ser a solução definitiva.

Conheça mais sobre esse tipo de proteção nesse post!

O que é um Web Application Firewall?

Um Web Application Firewall é uma ferramenta instalada entre o ambiente web da empresa (site ou aplicativo, por exemplo) e a internet. Seu objetivo é funcionar como uma barreira que blinda o servidor, impedindo o vazamento não autorizado de conteúdos.

Ele é capaz de bloquear e proteger contra ciberataques como alteração de conteúdo, Cross-Site Scripting (XSS), SQL Injection e fraudes com acesso administrativo, entre diversos outros tipos de crimes. Sua utilização é primordial para empresas que lidam com dados sensíveis, seja da própria companhia ou de clientes, evitando vazamentos históricos como os acontecidos com gigantes como Sony Playstation e Picture, Ashley Madison e Stone.

Qual a diferença entre um WAF e um firewall comum?

Desde o aparecimento dos primeiros vírus em massa, na década de 80, os firewalls foram adotados para melhorar a segurança. E, conforme os ataques foram se sofisticando, a proteção também acompanhou as tendências, chegando aos modelos de WAF conhecidos hoje.

Um firewall comum é utilizado para monitorar os pacotes que percorrem a rede, procurando por anomalias nos dados, reagindo ao que é detectado. Porém sua atuação é restrita e muitas vezes deficitária, já que muitas vezes não entende a lógica do protocolo de uma aplicação web. Ele também não é capaz de discernir se uma solicitação é comum (e permitida) ou uma ameaça.

O resultado? As ferramentas tradicionais simplesmente deixam passar ataques, principalmente os mais sofisticados.

Já um Web Application Firewall é escalável a ponto de ser possível aplicar regras específicas para HTTP protegendo os servidores de hospedagem.

O que sua empresa ganha a usar um WAF

Uma pesquisa mundial realizada pela Ernst & Young com 1,2 mil executivos de segurança da informação posicionou o Brasil abaixo da média mundial de gastos com cibersegurança.

Em 59% das empresas, os orçamentos em segurança foram aumentados, enquanto no Brasil esse índice foi de 52% das companhias. Quando a pergunta foi a criação de centros de operação e segurança, o número mundial foi de 48%, contra 40% no Brasil.

Esses dados vêm ao encontro de um levantamento feito pelo dfndr lab. Somente no primeiro semestre de 2018 foram detectados 120,7 milhões de ciberataques no Brasil. Um aumento de 95,9% em comparação ao mesmo período de 2017.

Com certeza sua empresa que ficar fora dessas estatísticas, não é mesmo? Adotar um WAF faz parte do caminho contrário ao dos hackers.

Esse tipo de aplicação garante a proteção da rede, ajudando na prevenção de ameaças graves e mantendo o funcionamento normal do ambiente. E o melhor: o Web Application Firewall não garante apenas a proteção da camada web, mas também detecta tipos desconhecidos de ataques.

Como? Ao monitorar os padrões da rede e identificar algo estranho (como um aplicativo que retorna mais pacotes do que o normal), o software o bloqueia e alerta o administrador de redes. Além disso, ele também é altamente escalável, permitindo a definição de um conjunto de regras para evitar os ataques mais comuns.

WAF CorpFlex: a melhor escolha

Sua empresa até pode ir ao mercado, escolher um fabricante de WAF e o seu time instalar e monitorar a aplicação. Mas será que essa é a melhor alternativa? Não quando você deseja ter uma proteção que vá além da proteção básica de ‘uma caixinha’.

A CorpFlex, empresa com mais de 25 anos de experiência em serviços de Tecnologia da Informação (TI) disponibiliza uma solução que sincroniza e compartilha informações sobre ameaças. As vulnerabilidades encontradas são transformadas em regras de segurança que protegem o sistema.

Isso garante uma proteção multicamada e correlacionada contra as ameaças OWASP Top 10. A ferramenta provê insights e relatórios de ataque em tempo real com ferramentas avançadas de análise visual.

Outro diferencial  é o Command Center CorpFlex, um serviço que realiza o gerenciamento da rede proativamente, minimizando assim o tempo de reação frente às demandas. Dessa forma a análise, prevenção e resolução de incidentes é ágil e as aplicações são mantidas sempre disponíveis.

Conheça, abaixo, 4 diferenciais que sua empresa terá ao escolher a CorpFlex:

  1. Segurança: Alto nível de segurança ao acesso às aplicações WEB
  2. Gerenciamento: Insights e relatórios de ataque em tempo real com ferramentas avançadas de análise visual. Isso melhora o gerenciamento ao prover detalhes das fontes de ataques
  3. Tranquilidade: Monitoramento proativo da equipe de especialistas em segurança da CorpFlex
  4. Redução de custos: Elimina a necessidade de aquisição de equipamentos e de contratação de especialistas. A CorpFlex se encarrega de monitorar o ambiente 24 horas por dia, 7 dias por semana

Você sabe muito bem o quanto sua empresa pode perder ao ficar vulnerável a ciberataques. Mantenha ameaças sofisticadas como estouro de buffer, envenenamento por cookie, fontes mal-intencionadas e DoS longe da sua rede. Entre em contato, agora mesmo, com a CorpFlex!  

Comentários

  • Compartilhar

Posts Relacionados

Quem já está na nuvem certa